As 12 Dicas Para Aliviar a Azia Naturalmente

Saiba Mias Sobre As 12 Dicas Para Aliviar a Azia Naturalmente!

Revisado por

Nutrição e Educação Física pela UFT

Especialista do Emagrecer com Saúde

As 12 Dicas Para Aliviar a Azia Naturalmente
5 (100%) 5 votes

As Dicas Para Aliviar a Azia Naturalmente são uma forma de tratar esse problema de forma natural. Além disso, a azia, em geral, é causada pelo refluxo, que é o retorno do conteúdo do estômago para o esôfago, órgão que leva a comida da boca até o estômago.

O gastroenterologista explica que, normalmente, temos um músculo que fecha a passagem do esôfago para o estômago e que impede esse refluxo. No caso de refluxo, esse músculo deixa de ser eficaz permitindo o retorno do alimento do estômago para o esôfago, causando a azia.

A azia, também conhecida como pirose, é um sintoma comum entre a população e que pode sim ser tratada por conta própria, desde que não seja tão frequente. Ela é caracterizada por uma queimação na região da garganta, causada pelo contato do suco gástrico com o esôfago. O consumo excessivo de gordura, ou fritura e bebidas alcólicas.

aliviar a azia naturalmente

O que é Azia?

Os médicos gastrocirurgião definen azia como uma queimação ou dor que ocorre acima da boca do estômago e, por vezes, irradia para o tórax ou o pescoço. Mas eles também afirmam que as Dicas Para Aliviar a Azia Naturalmente são bem simples.

A sensação é um sintoma de refluxo, condição em que a válvula do estômago não se contrai totalmente, permitindo a passagem de ácido gástrico para o esôfago. Com isso, o revestimento do órgão é lesionado, levando ao desconforto.

Dicas Para Aliviar a Azia Naturalmente:

1. Beba Água com Bicarbonato de Sódio:

Para neutralizar o ácido do estômago, utilize uma colher de chá de bicarbonato de sódio em um copo de água, que é uma base e tem o PH alto, ajudando no alívio da queimação. Só tome cuidado para não exagerar, pois ele é rico em sódio e se usado em excesso pode reter líquido no organismo.

Veja Também: Como Branquear os Dentes com Bicarbonato de Sódio

2. Tome um Antiácido:

Quando ocorrer uma crise de azia, os antiácidos, como o hidróxido de magnésia e de alumínio, por exemplo, podem ajudar no alívio dos sintomas. Alguns antiácidos podem ser utilizados por até duas semanas, pois passando deste tempo e ainda persistindo os sintomas, é necessário consultar um médico para avaliar melhor o seu caso.

Veja Também: 10 Dicas de Tratamentos Naturais Para Acabar com a Azia

3. Masque um Chiclete Sem Açúcar:

Outra das Dicas Para Aliviar a Azia Naturalmente é mascar um chiclete aumenta o fluxo salivar. Ou seja, a saliva ao ser engolida faz o ácido seguir do esôfago para o estômago. Sempre mastigue um chiclete sem açúcar após cada refeição por 30 minutos e assim aliviar a queimação.

4. Tome um Copo de Leite de Soja ou Desnatado:

Muita gente utiliza leite integral para abater a queimação, porém sua forma integral contém muita gordura, que pode piorar os sintomas da azia. Prefira tomar meio copo de leite desnatado, que não possui gordura, ou de soja, que possuem PH baixo, neutralizando o ácido do estômago. Você pode tomá-lo gelado, assim também como água gelada.

Veja Também: As 15 Receitas Caseiras Para Queimar a Gordura da Barriga

5. Mude Seus Hábitos Alimentares:

Certos alimentos e bebidas favorecem os sintomas da azia, já que possuem o PH ácido, como pimentas, frituras e gorduras, condimentos, embutidos, café, chocolate, cebolas, sucos de frutas ácidas (como a laranja e o limão), refrigerantes, álcool, molhos, vinagre, etc. Então, diante de uma crise de azia, evite consumir estes itens.

Veja Também: Os 30 Benefícios do Chocolate Para Saúde

6. Coma Frutas que Possuem Antiácidos Naturais:

Algumas frutas, como a banana e a maça, contém antiácidos naturais que ajudam a Aliviar a Azia Naturalmente e o refluxo. Além disso, qualquer alimento ingerido sempre deve ser comido devagar, sem pressa, para evitar sofrer de refluxo esofágico. Evite também comer grande variedade de alimentos ao mesmo tempo em uma refeição.

7. Café Depois do Almoço:

Outro hábito bastante comum que deve ser evitado por pessoas que sofrem com azia é tomar café após a refeição. A cafeína provoca um relaxamento demasiado no esfíncter, causando o refluxo de ácido digestivo para o esôfago. Duas xícaras diárias é o máximo recomendado para uma pessoa que sofre com crises de azia.

8. Evite Ficar Muito Tempo sem Comer:

Manter jejum prolongado propicia o acúmulo de ácido do estômago e pode fazer com que ele reflua para o esôfago. Aposte no hábito de comer de três em três horas para equilibrar a produção da substância.

Veja Também: Os 10 Remédios Caseiros Para Prevenir a Dor de Estômago!

9. Coma o Suficiente:

Encher o estômago com muita comida faz com que a produção de ácido gástrico seja potencializada, de modo a aumentar o risco de o líquido atingir o esôfago. Portanto, faça refeições com calma e mastigue bem cada porção.

dicas para aliviar a azia naturalmente

Veja Também: Os 12 Remédios Caseiros Para Aliviar a Dor de Estomago!

10. Não Deite Depois das Refeições:

Dormir ou apenas ficar deitado facilita a passagem de conteúdo do estômago para o esôfago. Portanto, deixe para descansar 1h30 após a última refeição.

11. Líquido com Comida faz Mal:

Beber liquido durante as refeições pode causar alterações como a azia, visto que aumenta o volume gástrico e faz com que mais ácidos sejam liberados. Assim, deixe para ingerir bebidas ao menos duas horas depois de se alimentar e, caso não consiga, opte por tomar no máximo meio copo (100 ml) de água.

Veja Também: As 10 Receitas de Água Aromatizada Para Perder Peso

12. Regule o Peso:

Uma das principais dicas para curar azia é evitar o sobrepeso e a obesidade, pois eles geram pressão sobre o estômago, de modo a aumentar a probabilidade de refluxo para o esôfago.

O conteúdo deste artigo foi extraído do Cura Natural que é um site de informações sobre emagrecimento saudável e diversas dicas sobre saúde.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Alan Costa

Sou nutricionista e Personal Trainer. Me formei pela Universidade Federal do Tocantins em 2002, com registro profissional no CRN-4 nº 1509723, tenho especialização em Nutrição Esportiva, Treinamento Físico e treinos Curto de alta intensidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *