Os 9 Alimentos que Ajudam a Tratar Labirintite

Saiba Mais Sobre Os 9 Alimentos que Ajudam a Tratar Labirintite!

Revisado por

Nutrição e Educação Física pela UFT

Especialista do Emagrecer com Saúde

Os Alimentos que Ajudam a Tratar Labirintite são uma forma natural de tratar essa doença. Além disso, na maioria dos casos, a labirintite, comumente resulta em tonturas e em uma incapacidade de se manter em linha reta por um período longo, fazendo com que o indivíduo sinta a sensação de que está rodando, caindo ou até mesmo flutuando.

Além disso, pode causar zumbido no ouvido e, eventualmente, leva a uma perda auditiva temporária até que a infecção seja totalmente tratada. Se você está suspeitando de que está com o problema ou conhece alguém que pode estar sofrendo com ele, a seguir o artigo irá esclarecer mais sobre o assunto, bem como dar as melhores dicas de prevenção e tratamento.

alimentos que ajudam a tratar labirintite

O que é Labirintite?

É o comprometimento do labirinto estrutura do ouvido interno, responsável pela audição e pelo equilíbrio. Portanto, processos inflamatórios, infecciosos e tumorais, doenças neurológicas, compressões mecânicas e alterações genéticas podem provocar crises de labirintite.

Existem alguns fatores de risco para essa doença, como hipoglicemia (açúcar baixo no sangue), diabetes, hipertensão, otites, uso de álcool, fumo, café e de certos medicamentos, entre eles, alguns antibióticos, anti-inflamatórios, estresse e ansiedade.

Qual a Influência da Alimentação?

Existem alimentos que interferem no sistema nervoso, hiperestimulando e causando as crises de labirintite, então fuja dos alimentos cheios de gordura e substâncias como o glutamato monossódico. Portanto, é importante também evitar o consumo de bebidas alcoólicas e não fumar.

Por outro lado, existem alimentos que fortalecem nosso corpo e melhoram os sintomas, evitando a crise de labirintite. Portanto, evite também longos períodos em jejum, se alimente de 3 em 3h, se hidrate adequadamente e pratique exercícios físicos orientados por um médico ou educador físico.

Quais são os Sintomas?

Tonturas e vertigens associadas ou não a náuseas, vômitos, sudorese, alterações gastrintestinais, perda de audição, desequilíbrio, zumbidos, audição diminuída.

Alimentos que Fazem Mal Para Labirintite:

  • Os alimentos que fazem mal na labirintite e por isso devem ser evitados são:
  • Doces, balas, chocolate, bolos, biscoitos, sorvetes ou outros alimentos ricos em açúcar;
  • Bebidas açucaradas, como refrigerantes e sucos, principalmente os industrializados;
  • Bebidas estimulantes, como café, coca-cola e chá mate;
  • Frituras, embutidos e outros alimentos ricos em gorduras;
  • Bebidas alcoólicas.

Além de evitar esses alimentos é importante não adicionar sal ao temperar os alimentos porque o sal aumenta a pressão no ouvido que agrava a inflamação, para temperar os alimentos deve preferir-se ervas aromáticas como alecrim ou orégano.

Veja como usar estas e outras ervas para temperar aqui. Comer de 3 em 3 horas também ajuda a evitar o aparecimento de crises de labirintite assim como estar hidratado por isso recomenda-se a ingestão de 1,5 a 2 litros de água por dia.

Os Alimentos que Ajudam a Tratar Labirintite:

1. Gengibre:

Esta receita testada pelo tempo faz maravilhas para tonturas e náuseas. Ela estimula o fluxo de sangue para o cérebro e outras partes do corpo, o que ajuda a reduzir as tonturas. Tente mascar uma pequena fatia de gengibre fresco, ou chupá-lo para aliviar esses sintomas.

Veja Também: Os 40 Benefícios do Gengibre Para Saúde!

2. Legumes:

Em qualquer dieta, os legumes são primordiais, por conterem vitaminas importantes para o bom funcionamento do corpo. Mas para essa doença os legumes são considerados Alimentos que Ajudam a Tratar Labirintite.

Veja Também: As 12 Dicas Caseiras Para Emagrecer Naturalmente!

3. Amla:

Este remédio natural, vindo da ayurveda (medicina tradicional indiana), fornece uma rica fonte de vitamina A e C, aumentando a sua imunidade. Portanto, melhora a circulação sanguínea, e ajuda a tratar e prevenir tonturas.

Veja Também: Vitamina A; Fontes, Benefícios e Deficiência!

4. Mel:

Os açúcares naturais encontrados no mel podem lhe dar um impulso de energia e aliviar a tontura. Portanto, o mel também pode ajudar a prevenir a baixa de açúcar no sangue uma causa comum desse problema.

5. Verduras:

As verduras são outra importante fonte de vitaminas e Alimentos que Ajudam a Tratar Labirintite. Além disso, as de folhas escuras são consideradas as mais nutritivas, por terem ferro, cálcio e serem ricas em fibras.

Veja Também: Fibra; Fontes, Benefícios e Deficiência

tratar labirintite

6. Limão:

O limão é um dos Alimentos que Ajudam a Tratar Labirintite. A vitamina C dessa fruta estimula o sistema imunológico e ajuda o corpo a combater doenças. Vários outros nutrientes no limão também podem torná-lo naturalmente energizante.

Veja Também: Vitamina C; Fontes, Benefícios e Deficiência

7. Gelo:

Sabe quando vem aquela tontura repentina que te faz perder totalmente o equilíbrio? Pois este é um dos remédios caseiros emergenciais mais efetivos que existem. Antes de tudo, é ideal que a pessoa esteja repousada, sentada ou deitada.

8. Salmão:

O salmão contém ômega 3, excelente para a nossa saúde e é um dos Alimentos que Ajudam a Tratar Labirintite. Ele será seu aliado contra a labirintite. Outra opção é o atum, que também é rico na substância. O ômega 3 é um anti-inflamatório, ou seja, te ajudará com a inflamação no ouvido.

9. Frutas:

O que acha de trocar os doces por uma porção de fruta nas sobremesas? O hábito irá te ajudar a lutar contra os sintomas indesejados da labirintite pois são Alimentos que Ajudam a Tratar Labirintite. Você terá uma vida muito mais saudável.

O conteúdo deste artigo foi extraído do Dr. Saúde que é um site de informações sobre emagrecimento saudável e diversas dicas sobre saúde.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Alan Costa

Sou nutricionista e Personal Trainer. Me formei pela Universidade Federal do Tocantins em 2002, com registro profissional no CRN-4 nº 1509723, tenho especialização em Nutrição Esportiva, Treinamento Físico e treinos Curto de alta intensidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *